Atena

Você está aqui

Atena era uma importante divindade para os gregos antigos, considerada a deusa da sabedoria e marcada por ser a patrona da cidade de Atenas.
Atena, deusa grega da sabedoria reconhecida como a patrona de Atenas.
Atena, deusa grega da sabedoria reconhecida como a patrona de Atenas.

Atena era uma importante deusa presente na religiosidade da Grécia Antiga. Ela era considerada a deusa da sabedoria, mas também tinha forte relação com ofícios e habilidades manuais. Era a deusa patrona de uma das cidades mais importantes da Grécia: Atenas. Era filha de Zeus e nasceu ao sair da cabeça de seu pai.

Essa divindade era considerada pelos gregos como guerreira, descrita como uma deusa que usava armaduras e empunhava um escudo e uma lança. Fez parte da Guerra de Troia e não aceitava que mortais a desrespeitassem. Em homenagem a Atena, uma estátua de 12 metros foi construída e mantida no templo chamado Parthenon, localizado em Atenas.

Veja também: Perséfone — a deusa grega que foi raptada por Hades e transformada na deusa do submundo

Resumo sobre Atena

  • Atena ficou conhecida como deusa da sabedoria.

  • Ela tinha forte relação com habilidades manuais, dentre as quais se destaca a tecelagem.

  • Ficou marcada por ajudar Perseu a matar a górgona Medusa, que possuía feição horrenda por ter sido punida pela deusa.

  • Ela era filha de Zeus e nasceu da cabeça de seu pai.

  • Era a deusa patrona de Atenas, embora tivesse grande importância para outras cidades gregas.

  • Uma estátua sua foi construída em Atenas, no interior do Parthenon, um dos templos erigidos em sua homenagem.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Quem era Atena?

Atena era uma importante divindade da religiosidade dos gregos antigos, considerada a deusa da sabedoria, da guerra defensiva, das artes e dos ofícios, entre outros atributos. Em relação aos ofícios, era considerada a deusa protetora de ações como a agricultura, navegação, fiação e tecelagem.

Ela também era considerada uma deusa guerreira, característica evidenciada pela forma como era retratada — sempre usando armadura e munida de um escudo e uma lança. Atena também ficou marcada na mitologia por ter permanecido virgem, sem ter relações com homens ou com deuses.

Esse atributo de Atena era reforçado em um epíteto dado a ela: Parteno. Essa deusa também tinha outros epítetos que reforçavam as suas características, qualidades e habilidades. Atena Agórea se referia à sua posição como protetora das assembleias, Atena Nice se referia à qualidade de deusa vitoriosa e Atena Prômaco se referia à sua destreza em guerras defensivas.

Por ter sido a deusa dos ofícios, Atena teve foi fortemente associada ao artesanato e a outras ações realizadas manualmente, como o ato de costurar roupas. Em certa ocasião, a habilidade de Atena como tecelã foi desafiada por uma mortal chamada Aracne, que a convidou para um concurso que elegeria a melhor tecelã. Atena, enfurecida com o desafio, decidiu transformar Aracne em uma aranha.

A mitologia grega deixa claro que Atena não gostava de ser desrespeitada, como aconteceu nesse episódio. Outra situação narrada nos mitos gregos se refere a Medusa, supostamente uma bela mulher que teria sido estuprada por Poseidon dentro do templo de Atena. A deusa teria decidido punir Medusa por ter tido relações com Poseidon, a transformando em górgona, um ser monstruoso conhecido por sua ferocidade.

Os gregos atribuíam a Atena forte relação com a guerra, mas isso precisa ser esclarecido, pois eles entendiam que a deusa correspondia à guerra defensiva. Sendo assim, Atena não tinha relação nenhuma com a guerra ofensiva. Ela também ficou marcada por possuir a cabeça de Medusa como adorno de seu escudo.

Na mitologia grega, Atena teve papel importante em diferentes mitos, pois:

  • ajudou Perseu na missão de matar Medusa;

  • auxiliou Herácles durante os seus 12 trabalhos;

  • favoreceu Aquiles em sua luta contra Heitor durante a Guerra de Troia, estando do lado dos gregos.

Atena era a deusa patrona de uma das principais cidades da Grécia Antiga, a cidade de Atenas. Entre os romanos, Atena era conhecida como Minerva.

Acesse também: Dioniso — o deus grego do vinho e das festas

Origem de Atena

A mitologia grega narra que Atena seria filha de Zeus e Métis, a primeira esposa desse deus grego. Uma das versões acerca do nascimento de Atena conta que Métis teria engravidado de Zeus, mas ele teria sido avisado por Gaia para tomar cuidado, pois o filho que Métis esperava poderia destronar Zeus, assim como ele havia feito com seu pai, Cronos.

o meio com um machado.a a cabeça de Zeus partiu teria nascido depois que Hefesto A deusa, então,sentia. ele dor de cabeça que a Alguns mitos contam que Zeus pediu para que sua cabeça fosse aberta, tamanha . de ZeussomenteEm outra versão, Atena é apontada como filha luz Atena, que nasceu ao sair da cabeça de Zeus. à mesmo assim ela conseguiu dar Porém,completo. por ando devoraZeus decidiu enganar Métis,

Leia também: Hera — a deusa conhecida como a rainha dos deuses por ser casada com Zeus

Culto a Atena

Os historiadores não sabem com exatidão qual o local de origem da deusa Atena, mas sabe-se que no século VIII a.C. o culto a ela já estava consolidado e era popular na Grécia. Inúmeras possibilidades são debatidas, e existem especialistas que teorizam que o culto a ela pode ter derivado de uma deusa minoica, enquanto outros apontam possíveis origens orientais para Atena.

Como é possível perceber, o nome de Atenas foi dado em referência a essa deusa. Logo, ressalta-se que Atena era uma deusa muito importante para os gregos, principalmente para Atenas, cidade grega que tinha a deusa Atena como sua patrona. Um dos principais prédios de Atenas, o Parthenon, foi construído no século V a.C. por Péricles como homenagem à divindade.

 Parthenon, templo construído em homenagem a Atena.
O Parthenon foi um templo construído em homenagem a Atena no século V a.C.

O Parthenon se destacou por conter uma grande estátua de Atena que chegava aos 12 metros de altura. Em Atenas também existia outro templo em sua homenagem, porém dedicado a Atena Nice. É importante mencionar que essa deusa também tinha grande importância para outras cidades gregas, como Esparta e Argos.

Além disso, uma série de festivais eram realizados como forma de celebrá-la. Dentre eles, podem ser mencionados a Panatenaias e a Plintéria. A importância de Atena era tão grande que em Atenas até mesmo as mulheres podiam se envolver com o culto à deusa, sendo que a liberdade delas era muito limitada nessa cidade, se resumindo aos seus lares.

Por Daniel Neves Silva

Curtidas

0

Compartilhe:
Artigos Relacionados