Hércules

Você está aqui

Hércules foi um herói, presente na mitologia grega, muito conhecido por sua grande força física. Era filho de Zeus e foi ajudado por Atena em seus 12 trabalhos.
Ilustração de Hércules lutando contra o leão de Nemeia
Hércules ficou bastante conhecido por seus 12 trabalhos, propostos por Euristeu.

Hércules é um personagem muito conhecido da mitologia grega (na qual é chamado de Herácles). Foi um herói e um semideus, pois era filho de uma mortal chamada Alcmena e de Zeus, o principal deus dos gregos. Ficou conhecido por sua grande força física.

Ao longo de sua vida, ele foi bastante perseguido por Hera, esposa de Zeus, que sentia ciúmes do caso de seu marido com Alcmena. Hércules cometeu inúmeras façanhas, e a principal delas foram os 12 trabalhos, missões de grande dificuldade que ele realizou a mando de seu primo Euristeu.

Leia mais: Deuses do Egito — divindades que faziam parte da religião egípicia

Resumo sobre Hércules

  • Hércules foi um herói e semideus da mitologia grega conhecido por ter uma grande força física.

  • Hércules é o nome desse herói dado pelos romanos, enquanto os gregos o chamavam de Herácles.

  • Ele era um semideus, pois era filho de Zeus e de uma mulher, Alcmena.

  • Foi perseguido por Hera, e, em um acesso de loucura, causado pela deusa, matou sua primeira família.

  • Após morrer, foi elevado ao Monte Olimpo por ordem de Zeus.

Qual a origem de Hércules?

Hércules é o nome de um dos mais famosos heróis da mitologia grega, sendo que os gregos o conheciam pelo nome de Herácles. Ficou conhecido por ter uma grande força física e por realizar missões consideradas humanamente impossíveis.

Hércules era um semideus, já que ele era filho de um deus olímpico e de uma mortal. Seu pai era Zeus, o deus mais poderoso do panteão grego e quem governava o Monte Olimpo. Sua mãe, Alcmena, era uma mortal que havia sido enganada por Zeus.

Ela foi enganada por Zeus quando ele assumiu a forma de Anfitrião, marido dela, fazendo com que ela se deitasse com ele. Posteriormente, Alcmena deitou com seu marido, sendo fecundada, simultaneamente, por ambos. Hércules era filho de Zeus, e seu irmão, Íficles, era filho de Anfitrião. De toda forma, Hércules foi criado por seu padrasto como se fosse seu próprio filho.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Acredita-se que os mitos sobre Hércules tenham como referência alguma grande personalidade que habitou a região em um período desconhecido. Os mitos o envolvendo se tornaram populares, e o herói é um dos mais influentes de toda a mitologia grega.

A vida de Hércules ficou marcada por sua inimizade com Hera, esposa de Zeus e uma das deusas mais poderosas do panteão grego. Isso porque Hera sentia muitos ciúmes de seu marido, e um dos casos extraconjugais que ele tinha era com a mãe do herói. Frequentemente, Hera se voltava contra as amantes de seu marido, e Alcmena foi uma delas.

Hera atrasou o nascimento de Hércules, e, quando ele nasceu, enviou duas serpentes para matá-lo em seu berço. O pequeno herói, por sua vez, deu uma demonstração da sua grande força e sobreviveu ao ataque matando as duas cobras esganando-as. Apesar da ira de Hera, Hércules contou com a amizade de outras divindades, como Atena.

O que foram os 12 trabalhos de Hércules?

Os 12 trabalhos de Hércules foram missões de grande periculosidade e dificuldade realizadas por Hércules e que foram seu principal feito. Elas surgiram após uma tragédia familiar vivida pelo herói.

Hércules tinha uma família formada por seus vários filhos com Mégara, filha de Creonte, rei de Tebas. O número de filhos varia de acordo com a fonte de origem do mito. De toda forma, em certo momento, Hércules foi levado à loucura por um encantamento de Hera.

Durante o seu surto, ele enxergou que sua mulher e filhos eram inimigos de batalha, assassinando toda a família. Depois que voltou à razão, ele percebeu o que havia feito. A tristeza tomou conta dele, e o herói passou a procurar, desesperadamente, espiar sua culpa.

Ele foi pedir conselho a Apolo, no oráculo de Delfos, sobre como se livrar da culpa, e Apolo o aconselhou a procurar Euristeu, o rei de Micenas, Tirinto e Argos. Para infortúnio de Hércules, seu primo havia sido convencido por Hera a solicitar os trabalhos mais difíceis possíveis.

Daí foram listados os 12 trabalhos de Hércules:

  1. matar o Leão de Nemeia;

  2. matar a Hidra de Lerna;

  3. capturar a corça de Cerineia;

  4. capturar o javali de Erimanto;

  5. limpar os estábulos de Aúgias;

  6. matar as aves do lago Estínfalo;

  7. matar o touro de Creta;

  8. capturar os cavalos de Diomedes;

  9. roubar o cinturão de Hipólita, a rainha das Amazonas;

  10. capturar o gado de Gerião;

  11. capturar os pomos de ouro do Jardim das Hespérides;

  12. capturar o cão de Hades, Cérbero.

A concretização do último trabalho demonstrou a força de Hércules e amedrontou o próprio Euristeu, que temia Cérbero. Ao longo dos desafios, Hércules contou com a ajuda de Atena diversas vezes.

Leia mais: Religião inca — considerava que suas divindades eram seres da natureza

Como Hércules morreu?

Um tempo depois dos 12 trabalhos, Hércules conheceu Dejanira, filha de Eneu, rei de Calidão. Casou-se com ela, e tiveram um casamento feliz. Em certa ocasião, ambos faziam uma viagem, quando precisaram atravessar um rio. Hércules atravessou o rio nadando, e pagou para que sua esposa fosse levada até a outra margem por Néssus, um centauro.

Durante a travessia, Néssus tentou sequestrar Dejanira, mas foi atingido por uma flecha lançada por Hércules. Enquanto convalescia, Néssus orientou Dejanira a guardar um pouco de seu sangue, alegando que ele era capaz de garantir que Hércules a amasse para sempre, e assim Dejanira o fez.

Muito tempo depois, Dejanira foi abalada por alguns boatos de que Hércules estava encantado por uma bela mulher chamada Iole, filha de Eurito, rei da Eucália. Ela resolveu banhar uma roupa de seu marido no sangue do centauro, evitando que a peça se manchasse com a cor do sangue.

Hércules colocou a roupa, e o contato com ela fez com que sua pele imediatamente se queimasse e ficasse em carne viva. Hércules retornou ao seu lar, e, quando Dejanira percebeu o que tinha feito, entrou em um profundo arrependimento, decidindo se matar.

Depois de ser informado que sua mulher cometeu suicídio, Hércules construiu uma grande fogueira, amarrou-se nela, e pediu que seu amigo Filoctetes ateasse fogo. O fogo consumiu o corpo terrestre do herói, mas sua parte divina ascendeu ao Monte Olimpo, onde passou a residir. O mito sugere, portanto, que Hércules foi transformado em um deus por intermédio de seu pai, Zeus.

  

Por Daniel Neves Silva

Curtidas

0

Compartilhe:
Artigos Relacionados