Francisco Franco

Você está aqui

Francisco Franco foi um general espanhol que liderou um golpe militar contra a República Espanhola na década de 1930, tornando-se ditador do país até 1975, ano em que faleceu.

Quem foi o general Franco?

Francisco Franco foi um general espanhol que ficou muito famoso por ter sido o ditador da Espanha entre 1936 e 1975. A ditadura imposta por Francisco Franco recebeu o nome de franquismo e só se encerrou com a morte de seu líder.

A ascensão de Francisco Franco ao poder da Espanha ocorreu por meio da Guerra Civil Espanhola, conflito travado entre 1936 e 1939 no qual militares e grupos conservadores reagiram militarmente contra a república instalada na Espanha. O conflito iniciou-se com a mobilização de grupos republicanos e federalistas, muitos vinculados a organizações de esquerda, em defesa da república contra a tentativa de golpe encabeçada por Franco e por militares espanhóis.

Para vencer a guerra, Francisco Franco e os grupos que o apoiavam, conhecidos como Movimento Nacional, contaram com o auxílio do regime fascista da Itália e do regime nazista alemão, os quais enviaram tropas e armamentos para os conservadores espanhóis durante a Guerra Civil.

Uma vez vitorioso, Francisco Franco colocou fim à Segunda República Espanhola, dando início ao Reino da Espanha. Estabeleceu-se no poder e governou o país até 1975 com uma ditadura conservadora e nacionalista que possuía características fascistas.

Acesse também: Saiba como os fascistas assumiram o poder na Itália na década de 1920

Biografia

Francisco Paulino Hermenegildo Teódulo Franco Bahamonde nasceu em 4 de dezembro de 1892 em Ferrol, cidade localizada na Galícia, Espanha. Francisco Franco era membro de uma família de grande tradição na marinha espanhola e, durante sua juventude, alimentou expectativas de seguir a mesma carreira.

O desejo de Francisco Franco foi frustrado, pois, na época em que era jovem, a Academia Naval Espanhola não estava aceitando novos recrutas. Sendo assim, Franco seguiu para a infantaria, ingressando na Academia de Infantaria em 1907. Em 1912, foi enviado para lutar na Guerra de Melilla e, em 1915, já tinha a patente de capitão.

Em 1923, tornou-se comandante da Legião Espanhola, grupamento militar semelhante à Legião Francesa. Nesse mesmo ano, aconteceu o golpe que levou Primo Rivera ao poder na Espanha. O governo de Rivera estendeu-se de 1923 a 1931 e foi uma ditadura conservadora. Apesar de Franco não ter se envolvido com o golpe, aproveitou-se dele para desenvolver sua carreira militar. Em 1926, foi promovido à patente de general e, em 1928, foi nomeado diretor de uma escola militar em Saragoça.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Em 1931, foi proclamada a Segunda República Espanhola, cujo novo governo não agradava a Francisco Franco, que era defensor do monarquismo. Os atritos de Franco com a Segunda República Espanhola aumentaram quando a coalizão de centro-direita que governava o país foi derrotada nas eleições por uma coalizão de esquerda.

Franco, que já tinha a prática de usar teorias conspiratórias para acusar seus opositores políticos, passou a conspirar abertamente para derrubar a república na Espanha. Como resultado, Francisco liderou, em 18 de julho de 1936, um golpe para destituir o presidente Manuel Azaña Diaz e, consequentemente, a república.

Imediatamente após o golpe, seguiu-se uma reação dos grupos republicanos, federalistas e democratas em defesa da Segunda República Espanhola. Junto dessa resistência, havia uma série de organizações socialistas, anarquistas, sindicalistas, entre outras. O choque desses dois grupos deu início à Guerra Civil Espanhola, conflito que só se encerrou em 1939.

Como Francisco Franco morreu?

Franco sofria de Parkinson e teve um infarto, que fez com que fosse submetido a uma série de procedimentos cirúrgicos, os quais o levaram ao coma. Enquanto esteve internado, manteve-se vivo com ajuda de aparelhos. Francisco Franco faleceu em 20 de novembro de 1975, após a decisão de sua família de desligar os equipamentos que o mantinham com vida.

Com a morte do ditador, iniciou-se na Espanha um processo de transição política, liderado por Juan Carlos de Borbón, sucessor de Franco. Dessa forma, a democracia liberal foi restaurada no país, colocando fim à ditadura franquista.

Ditadura

Em 1936, por meio do golpe contra a República Espanhola, Francisco Franco e o Movimento Nacional passaram a controlar parte da Espanha. As forças de Franco só conseguiram impor-se contra os defensores da república e controlar totalmente o país após anos de conflito.

Com a consolidação da vitória de Franco, implantou-se em toda a Espanha a ditadura franquista, que se estendeu até 1975, quando o ditador espanhol morreu. Historiadores consideram que, até 1945, ano em que terminou a Segunda Guerra Mundial, o governo de Franco tinha orientação fascista.

Durante a Segunda Guerra Mundial, Franco optou por permanecer em posição de neutralidade, apesar de ter recebido apoio de fascistas e nazistas em anos anteriores. Com a derrota de seu grupo de apoio – o Eixo –, Franco promoveu uma “desfascitização” de seu governo. De toda forma, o franquismo foi um governo ditatorial e conservador.

Outra característica marcante da ditadura franquista foi a repressão às minorias culturais da Espanha. Por ser um regime nacionalista, Franco perseguiu minorias étnicas da Espanha, como os catalães e os bascos.

A ditadura franquista, ao longo das quatro décadas, foi marcada pela concentração do poder no líder, nacionalismo extremo e perseguição de grupos que não se alinhavam aos ideais do governo, inexistência de partidos políticos, sendo permitida a atuação somente do partido do governo, ausência de democracia e antiliberalismo. A ditadura de Franco também esteve diretamente integrada com a Igreja Católica.

Acesse também: Saiba como foram os anos do primeiro governo da Ditadura Militar no Brasil

*Créditos da imagem: Dariush M e Shutterstock

O general Francisco Franco tornou-se ditador da Espanha em 1936 e assim permaneceu até sua morte, em 1975.*
O general Francisco Franco tornou-se ditador da Espanha em 1936 e assim permaneceu até sua morte, em 1975.*
Por Daniel Neves Silva

Curtidas

0

Compartilhe:
Artigos Relacionados