George Washington

Você está aqui

George Washington é uma das grandes personalidades dos Estados Unidos e teve papel fundamental na consolidação da independência desse país. Ele era membro de uma das famílias mais tradicionais da Virgínia, sendo o comandante das tropas do Exército Continental, o exército que lutou pela Revolução Americana. Foi o primeiro presidente dos EUA, governando de 1789 a 1797.

Acesse também: Como é eleito o presidente dos Estados Unidos?

Nascimento

George Washington nasceu no dia 22 de fevereiro de 1732, na propriedade de sua família localizada em Westmoreland County, na Virgínia, uma das colônias inglesas na América do Norte. George Washington pertencia a uma das famílias mais ricas e influentes desse condado, sendo que a família Washington tinha enriquecido, sobretudo, por meio da especulação imobiliária.

George Washington foi presidente dos Estados Unidos em dois mandatos, governando o país de 1789 a 1797.
George Washington foi presidente dos Estados Unidos em dois mandatos, governando o país de 1789 a 1797.

Seu pai se chamava Augustine Washington, sendo dono de muitas terras e propriedades naquela colônia. Augustine, ainda, exercia cargos públicos e era uma figura pública conhecida. A mãe de Washington se chamava Mary Ball Washington, sendo a segundo esposa de Augustine.

Ao todo, Augustine e Mary Ball tiveram seis filhos, sendo que George Washington foi o mais velho deles. Como a família tinha muitas propriedades, Washington residiu nelas em diferentes fases da sua infância. Com 11 anos, seu pai morreu, e então ele herdou uma propriedade chamada Ferry Farm e 10 escravos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Vida profissional

Washington não teve acesso a estudos em escolas formais, mas teve tutores pagos por sua família para que pudesse aprender conhecimentos considerados importantes. O primeiro trabalho que ele realizou foi o de agrimensor, na Virgínia, sendo que, em 1749, recebeu uma indicação de Lord Fairfax (pai da esposa de um de seus irmãos) para ser o agrimensor oficial de Culpeper County.

Mount Vernon, a residência que George Washington passou bons anos de sua vida.
Mount Vernon, a residência que George Washington passou bons anos de sua vida.

Em 1752, Washington passou a residir em Mount Vernon, residência que seu meio-irmão Lawrence herdou quando o pai de ambos faleceu. Essa seria a principal residência de George Washington ao longo de sua vida. A morte de Lawrence fê-lo seguir a carreira militar e ingressar na milícia da Virgínia.

No período que esteve na milícia da Virgínia, George Washington realizou missões importantes e participou dos combates que faziam parte da Guerra Franco-Índia, um conflito que integrou a Guerra dos Sete Anos, travada entre franceses e ingleses. Washington chegou à patente de coronel e foi responsável por comandar toda a milícia da Virgínia.

Acesse também: Abraham Lincoln, o presidente dos EUA durante os anos da Guerra Civil

Revolução Americana

No final de 1758, Washington abandonou o exército e dedicou-se à política e à administração de suas propriedades. Na política, ele se candidatou a House of Burgesses, uma assembleia legislativa que existia na Virgínia. Ele havia se candidato em 1755, mas fracassado, sendo eleito em 1758. Washington exerceu cargos nessa assembleia até o ano de 1775.

Seu período de atuação nessa assembleia coincidiu com o ciclo revolucionário que se abateu nas Treze Colônias entre as décadas de 1760 e 1770. Esse ciclo foi motivado pelo choque de interesses entre os colonos norte-americanos e o Reino Unido. As tentativas inglesas de ampliar o controle sobre suas colônias levaram a um embate de forças.

Entre as grandes questões que causavam atrito entre as duas partes estavam as tentativas da metrópole de ampliar o controle sobre sua colônia ao deixar milhares de soldados na América do Norte depois da Guerra dos Sete Anos. A presença desses soldados aumentou a oneração dos colonos, pois o sustento das tropas era obrigação deles.

Além disso, os ingleses procuravam aumentar a arrecadação de impostos nas Treze Colônias, o que levou à imposição de algumas leis que causaram muita polêmica, como a Lei do Açúcar e a Lei do Selo. Os colonos, por sua vez, só aceitavam aumento de impostos se eles tivessem direito à representação no Parlamento inglês.

O próprio George Washington era contra os aumentos de impostos e favorável à ideia de que as colônias deveriam ter representação no Parlamento. Na década de 1760, Washington chegou a manifestar opiniões em defesa do boicote às mercadorias inglesas como represália pelos aumentos de impostos.

Ele também foi representante da Virgínia no Primeiro Congresso Continental da Filadélfia, em 1774. No ano seguinte, a guerra entre colonos e ingleses se iniciou, e, para garantir sua defesa, as colônias formaram o Exército Continental, entregando o comando de todas as tropas que lutariam contra os ingleses para George Washington.

A declaração de independência dos Estados Unidos foi formalizada no dia 4 de julho de 1776, mas a guerra contra os ingleses foi travada até 1781. Somente no ano de 1783 que os ingleses reconheceram a independência norte-americana, quando foi assinado o Tratado de Paris. Nesse mesmo ano, Washington entregou o comando do exército dos Estados Unidos. Entre 1784 e 1786, ele permaneceu afastado da vida pública.

Acesse também: Andrew Johnson - presidente norte-americano que quase sofreu impeachment

Primeiro presidente dos Estados Unidos

Ao longo de sua vida, George Washington teve larga experiência com os meios militares.[1]
Ao longo de sua vida, George Washington teve larga experiência com os meios militares.[1]

A década de 1780 foi desafiadora para os Estados Unidos, sobretudo porque o país enfrentava o seu processo de consolidação enquanto nação independente. Inúmeros problemas surgiram, e a dificuldade de manter todos os estados satisfeitos era real. Sendo assim, Washington e muitos outros passaram a sugerir a necessidade de elaborar uma nova Constituição.

Washington fez parte de comitê que debateu essa questão: a Convenção Constitucional de 1787. Nesse evento elaborou-se a Constituição dos Estados Unidos, ratificada por todos os estados em 1790. Outra medida tomada para garantir mais estabilidade ao país foi a organização de uma eleição presidencial em 1789.

Nessa pleito, George Washington foi eleito como o primeiro presidente dos Estados Unidos. Ele governou por dois mandatos, uma vez que foi reeleito em 1792. Ele poderia ter concorrido a um terceiro mandato (não havia restrição nessa época), mas decidiu não concorrer por não concordar com sua perpetuação no poder.

Durante seu governo, construiu a cidade de Washington, a capital dos Estados Unidos. A escolha do nome da capital foi uma homenagem ao próprio presidente. Em março de 1797, Washington passou a presidência para as mãos de John Adams. De 1797 a 1799, ele trabalhou novamente com o exército na modernização das tropas do país.

Quando Washington morreu, ele ainda cumpria com seu cargo no exército. Sua morte aconteceu em 14 de dezembro de 1799, por conta de uma infecção de garganta que não foi devidamente tratada.

Créditos da imagem:

[1] Everett Collection e Shutterstock

Por Daniel Neves Silva

Curtidas

0

Compartilhe:
Artigos Relacionados