Volodimir Zelensky

Você está aqui

Volodimir Zelensky ficou famoso por protagonizar a série “Servo do Povo”, o que o levou a vencer a eleição para presidência da Ucrânia em 2019.
De ator e comediante de sucesso, Volodimir Zelensky passou a ser presidente da Ucrânia em 2019. [1]
De ator e comediante de sucesso, Volodimir Zelensky passou a ser presidente da Ucrânia em 2019. [1]

Volodimir Zelensky fez carreira como ator e comediante na Ucrânia, mas o sucesso de seu papel em uma série de televisão local o alçou à política ucraniana. Ele decidiu concorrer à eleição presidencial de 2019 e foi eleito com uma vitória avassaladora, obtendo mais de 73% dos votos.

Ele governa a Ucrânia com maioria parlamentar, mas enfrentou problemas com um escândalo envolvendo o ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Recentemente, tem liderado seu país no conflito contra os russos, que teve início em fevereiro de 2022, por causa da aproximação da Ucrânia com a Otan.

Veja também: Kamala Harris — a primera mulher negra a ser vice-presidente dos Estados Unidos

Resumo sobre Volodimir Zelensky

  • Volodimir Zelensky nasceu em Kryvy Rih e é originário de uma família judia.

  • Teve carreira como ator e comediante e se tornou muito famoso após protagonizar a série Servo do Povo.

  • Concorreu à presidência em 2019 e venceu a eleição com 73% dos votos.

  • Sua campanha criticava a corrupção da Ucrânia, prometendo resolver esse problema no país.

  • Liderou a Ucrânia na resistência contra os russos quando seu país foi invadido em fevereiro de 2022.

Nascimento e família de Volodimir Zelensky

Volodimir Olexandrovich Zelensky nasceu em Kryvy Rih no dia 25 de janeiro de 1978. A cidade atualmente faz parte do oblast de Dnipropetrovsk, no território da Ucrânia, país que conquistou sua independência em 1991. Entretanto, na época, a cidade de Zelensky fazia parte da União Soviética.

O político é originário de uma família judia, sendo o próprio Zelensky, portanto, judeu. Seu pai, chamado Oleksandr Zelensky, era um professor universitário, e sua mãe, Rymma Zelenska, era uma engenheira. Zelensky cresceu tendo o russo como sua primeira língua.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Vida de Volodimir Zelensky antes da política

Volodimir Zelensky ganhou projeção internacional por se tornar presidente ucraniano, mas ele teve uma carreira artística antes de participar da política. Zelensky estudou Direito na Universidade Nacional de Economia de Kiev entre os anos de 1995 e 2000. No entanto, ele não seguiu carreira na sua área de formação acadêmica.

Zelensky decidiu seguir a carreira artística ao se envolver com teatro e grupos de comédia durante seu período universitário. Assim, ele fundou o Kvartal 95, grupo de comédia que se tornou muito famoso na Ucrânia, conquistando espaço na grade de televisão do país e realizando apresentações pela Ucrânia e países vizinhos.

O crescimento do Kvartal 95 permitiu que eles pudessem realizar as próprias produções, que eram exibidas nas principais redes televisivas da Ucrânia. Volodimir Zelensky também trabalhou em diversas produções do cinema russo e ucraniano e chegou a trabalhar como produtor geral de um canal de televisão.

Em 2015, Zelensky tinha uma carreira consolidada, mas viu sua projeção na Ucrânia aumentar com o lançamento da série Servo do Povo, que narrava a história de um professor de história indignado com a corrupção no seu país. Esse professor se tornou famoso nacionalmente e foi eleito presidente da Ucrânia.

A popularidade da série se explica pela insatisfação da população ucraniana:

  • com o estado da política em seu país;

  • com a crise econômica;

  • com a crise com a Rússia.

Volodimir Zelensky na política

O sucesso de Volodimir Zelensky protagonizando a série Servo do Povo foi tão grande que ele e o Kvartal 95 decidiram lançá-lo como candidato a presidente da Ucrânia em 2019, em uma tentativa de imitar na vida real o que havia acontecido na série. Para isso, o Kvartal 95 decidiu criar um partido político, nomeando-o de Servo do Povo, em referência à série de sucesso.

Volodimir Zelensky registrou sua candidatura e adotou uma estratégia para sua campanha: posicionar-se como alguém que consertaria e moralizaria a política ucraniana. O fato de Zelensky não ter experiência na política reforçou sua imagem de ser alguém de fora que colocaria a política de seu país nos eixos.

Ele utilizou suas capacidades de interpretação para produzir vídeos curtos de grande impacto e evitou a imprensa e os debates políticos, preferindo discursar para seus seguidores nas redes sociais. Sua apresentação como um candidato “não político” fez sucesso e conquistou o eleitorado ucraniano.

Zelensky obteve mais de 30% dos votos no primeiro turno. No segundo turno, ganhou de Petro Poroshenko, presidente da Ucrânia na ocasião, com mais de 73% dos votos. A eleição de Zelensky foi entendida pelos cientistas políticos como uma demonstração de desagrado da população ucraniana com a política de seu país.

Saiba mais: Simón Bolívar — um dos nomes mais conhecidos da história sul-americana

Governo de Volodimir Zelensky

Volodimir Zelensky assumiu a presidência da Ucrânia em maio de 2019. Logo de início, ele procurou obter apoio para governar. Assim, uma de suas primeiras medidas foi dissolver o Parlamento ucraniano, com o objetivo de antecipar as eleições parlamentares da Ucrânia e, assim, obter a maioria dos assentos.

A estratégia de Zelensky funcionou, pois o seu partido ocupou mais da metade dos assentos no Parlamento, de modo que ele pôde governar com apoio no Legislativo. Zelensky teve que lidar com graves problemas em sua administração, como a relação de seu país com a Rússia, desgastada desde 2014, quando os russos anexaram a Crimeia e incentivaram separatismo na região de Donbass.

Zelensky se colocou em meio a um escândalo político nos Estados Unidos ao aceitar investigar o filho de Biden em troca de uma ajuda militar de 400 milhões de dólares. Joe Biden era o adversário político do então presidente norte-americano Donald Trump. A postura subserviente de Zelensky perante o presidente norte-americano foi criticada pela população ucraniana.

→ Volodimir Zelensky e a guerra contra os russos

 Tanques ucranianos em treinamento durante o aumento da tensão entre Ucrânia e Rússia no início de 2022. [2]
 Tanques ucranianos em treinamento durante o aumento da tensão entre Ucrânia e Rússia no início de 2022. [2]

O grande problema do governo do político ucraniano se dá em relação à Rússia. Zelensky, sendo pró-Ocidente, havia feito promessa de campanha anunciando que procuraria se manter próximo das potências ocidentais.

Além disso, ele anunciou que exigiria a devolução da Crimeia, que foi anexada pela Rússia em 2014, e o fim da interferência russa em Donbass. Houve algumas negociações, mas a questão não avançou de maneira significativa.

No começo de 2022, o desgaste escalou negativamente quando a Rússia demonstrou sua insatisfação com a possibilidade de a Ucrânia se juntar à Otan, Organização do Tratado do Atlântico Norte.

Os russos mobilizaram tropas, e seu presidente, Vladimir Putin, autorizou a invasão da Ucrânia em fevereiro de 2022. Com a guerra, Zelensky tomou medidas para organizar a resistência ucraniana contra a invasão russa, recusando-se a abandonar o país e incentivando a população a lutar contra a Rússia.

Créditos de imagens

[1] Sergei Chuzakov e Shutterstock

[2] Seneline e Shutterstock

Por Daniel Neves Silva

Curtidas

0

Compartilhe:
Artigos Relacionados