Dia D

Você está aqui

O Dia D é como o 6 de junho de 1944 entrou para a história. Nesse dia, as tropas aliadas desembarcaram na Normandia, litoral norte da França, e deram início ao ataque contra os alemães nazistas que ocupavam o território francês desde 1940. O êxito no desembarque na Normandia foi decisivo para que a Segunda Guerra Mundial fosse vencida pelos Aliados a partir da desocupação nazista na França.

Leia também: Ustasha e o terror fascista na Croácia durante a Segunda Guerra

Antecedentes do Dia D

Os nazistas começaram a Segunda Guerra Mundial em 1939, logo após a invasão à Polônia. Nos primeiros anos do conflito, os alemães anexaram territórios e impuseram sucessivas derrotas às tropas aliadas. No ano seguinte, os soldados nazistas já desfilavam pelas ruas de Paris, simbolizando a conquista da França. O Reino Unido estava praticamente sozinho se defendendo dos ataques aéreos dos aviões nazistas e tentando meios para reagir ao avanço do Eixo na Europa.

Com a entrada dos Estados Unidos e da União Soviética na guerra, a partir de 1941, os Aliados se fortaleceram e puderam revidar o ataque nazifascista realizado nos primeiros anos do conflito mundial. A derrota da Alemanha na Batalha de Stalingrado, em 1943, foi importante para afastar os alemães do Oriente e empurrá-los de volta para Berlim.

O inverno na região leste soviética foi implacável com os nazistas. Com esse revés, Hitler começou a perder o controle sobre a guerra, e os Aliados decidiram investir contra o Eixo. Para isso, era preciso estabelecer um front no norte europeu.

Soldados aliados desembarcaram na Normandia, em 6 de junho de 1944, iniciando a reocupação da França, que estava nas mãos dos alemães nazistas.
Soldados aliados desembarcaram na Normandia, em 6 de junho de 1944, iniciando a reocupação da França, que estava nas mãos dos alemães nazistas.

Preparação e estratégias para o Dia D

A reação à expansão do Eixo na Europa exigiu dos Aliados atacarem pelos extremos do continente. O ataque ao sul da Itália cobrou um grande esforço dos soldados, e um novo ataque pelo norte gerou desconfiança. Apesar disso, a Operação Overlord, como o Dia D foi oficialmente denominado, aconteceu sob pressão dos Estados Unidos.

O desembarque na Normandia forçaria o Eixo a deslocar suas tropas para o norte da França, promovendo o seu desgaste. Era de fundamental importância para os Aliados a reconquista do território francês e impor uma derrota ao exército alemão.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O Dia D

No dia 5 de junho de 1944, divisões de paraquedistas saltaram em diferentes regiões da Normandia, no intuito de confundir os alemães que estavam próximos e conquistar algumas pontes que facilitariam a passagem das tropas aliadas no dia seguinte. Estima-se que foram utilizados 5300 navios que transportaram 150 mil homens e 1500 tanques até a Normandia.

Após essa tomada de posição prévia, no dia 6 de junho, os Aliados desembarcaram no norte da França, nas proximidades da cidade de Caen. Os soldados alemães foram derrotados principalmente porque não tiveram apoio aéreo para revidar o desembarque aliado. Apesar de ter sido uma batalha difícil e intensa, os Aliados não tiveram muitas baixas.

Leia também: Como foi a Segunda Guerra Mundial na Ásia?

Vindos do Reino Unido, milhares de soldados desembarcaram próximo da cidade de Caine, no norte da França, durante o Dia D.
Vindos do Reino Unido, milhares de soldados desembarcaram próximo da cidade de Caine, no norte da França, durante o Dia D.

Consequências do Dia D

Com o sucesso no desembarque na Normandia, as tropas lideradas pelo general norte-americano Eisenhower começaram a reconquistar o território francês, que estava sob domínio alemão. Aos poucos, as tropas alemãs foram recuando e retornando para a Alemanha, ocorrendo, assim, a desocupação nazista da França.

O Dia D aumentou a pressão dos Aliados no lado ocidental para empurrar os nazistas até Berlim, enquanto a frente soviética fazia o mesmo procedimento a partir do Oriente. Não é consenso que o 6 de junho de 1944 definiu os rumos da Segunda Guerra Mundial em favor dos Aliados, mas é certo que contribuiu significativamente para as derrotas nazifascistas na Europa.

Por Carlos César Higa

Curtidas

0

Compartilhe:
Artigos Relacionados