Línguas Indianas - História das Línguas Indianas

Você está aqui

Home / Indiana / Línguas Indianas - História das Línguas Indianas

Curtidas

7

Comentários

0

Compartilhe:

Introdução

Idiomas falados na Índia. Calculadas em mais de 150, a maioria pertence ao ramo indo-iraniano da família indo-européia ou da família dravídica.

A Constituição estipula o híndi como língua oficial, mas outorga esta condição a outros 15 idiomas usados em muitos estados: assamês, bengali, guzarate (ou gujerati), kashmir, marata (ou maráti), oriia, penjabi, sindi, híndi, urdu, sânscrito, tamil, télugo, canará e malaio. A língua oficial do Paquistão é a urdu e a de Bangladesh é a bengali.

Línguas Indo-Iranianas

Até o ano 1000 a.C. a língua indo-iraniana era dividida em duas: o ramo indiano ou indo-ário e o iraní ou persa. O ramo indiano desenvolveu-se no noroeste da Índia. Sua história pode ser dividida em três grandes etapas: o indiano antigo, que inclui o védico e o sânscrito; o indiano médio, com os dialetos vernáculos do sânscrito, chamados prácritos (dos quais procede o páli, língua sagrada dos textos budistas), e o indiano novo ou moderno.

As línguas relevantes são o híndi e o urdu. A primeira, falada pelos hindus (cerca de 180 milhões), tem sua origem no sânscrito. A segunda, de origem persa, é a língua dos muçulmanos.

As outras línguas indianas são o bengali (falada por cerca de 120 milhões de pessoas em Bengala e Bangladesh), o penjabi, o biari, o cingalês (idioma oficial do Sri Lanka) e o romani (língua dos ciganos).

Línguas Dravídicas

Cerca de 150 milhões de pessoas falam 23 línguas dravídicas, principalmente no sul da Índia. Quatro têm condição para serem idiomas oficiais: tamil, télugo, canará e malaio. Estas línguas têm produção literária e escrita autônomas.

Civilização Indiana

Curtidas

7

Comentários

0

Compartilhe: