Liberalismo Econômico

Você está aqui

Home / Idade Moderna / Liberalismo Econômico

Curtidas

0

Comentários

Compartilhe:

Os economistas, do final do século XVIII, eram contrários a intervenção do Estado na economia, para eles o Estado deveria apenas dar condições para que o mercado seguisse de forma natural seu curso.

Um dos principais pensadores da época foi François Quesnay, que apesar de médico na corte de Luiz XV teve contato com as ideologias econômicas, em sua teoria afirmava que a verdadeira atividade produtiva estava inserida na agricultura.

Para Vincent de Gournay as atividades comerciais e industriais deveriam usufruir de liberdade para o melhor prosseguimento em seus processos produtivos, para alcançar assim uma acumulação de capitais.

O criador da teoria mais aceita na economia moderna, nesse sentido, foi sem dúvida Adam Smith, economista Escocês, que desenvolveu a teoria do liberalismo, apontando como as nações poderiam se prosperar, nela ele confrontou as idéias de Quesnay e Gournay, afirmando que a desejada prosperidade econômica e a acumulação de riquezas não são concebidas pela atividade rural e nem comercial, para Smith o elemento de geração de riqueza está no trabalho, no trabalho livre sem ter, logicamente, o estado como regulador e interventor.

 

Curtidas

0

Comentários

Compartilhe: